Erro
  • O tema para esta visualização não está disponível. Por favor, entre em contato com o administrador do site.

Estimulação Precoce

O setor de Estimulação Precoce da APAE de Marau, como o próprio nome já diz, tem como objetivo desenvolver e potencializar, através de jogos, exercícios, técnicas, atividades, e de outros recursos, as funções do cérebro do bebê, beneficiando seu lado intelectual, seu físico e sua afetividade. Um bebê bem estimulado aproveitará sua capacidade de aprendizagem e de adaptação ao seu meio, de uma forma mais simples, rápida e intensa.

A Estimulação Precoce é um trabalho destinado à crianças de 0 a 3 anos e 11 meses de idade, realizado pela Fisioterapeuta Josiane Campos Soares onde são estimuladas as percepções sensoriais (cinco sentidos), os movimentos, a comunicação, a socialização a cognição (inteligência) e a afetividade.
Todos sabem que os bebês nascem com um grande potencial e que cabe aos pais e terapeuta fazer com que este potencial se desenvolva ao máximo de forma adequada, positiva e divertida.
Para entender este processo, é necessário que entendamos primeiro, como é o amadurecimento do ser humano. Ao contrário dos animais, os seres humanos são muito dependentes dos seus pais desde que nascem. Demoram mais para caminhar e dominar o ambiente. Tudo depende da aprendizagem que tiverem. Apesar de a capacidade estar limitada pela aprendizagem, as habilidades estão relacionadas à sobrevivência. Sem o aprendizado, se convertem em seres indefesos, sós, e expostos a todo o bem ou mal. Por outro lado, se aprenderem, o cérebro que é adaptável, os permitirá crescer e sobreviver diante das situações mais adversas.

A estimulação precoce o que faz é unir esta adaptabilidade do cérebro à capacidade de aprendizagem, e fazer com que os bebês que possuam algum atraso no seu desenvolvimento neuropsicomotor ou bebês saudáveis amadureçam e sejam capazes de adaptar-se muito melhor ao seu ambiente e às diferentes situações. É apenas uma forma de orientação do potencial e das capacidades dos mais pequenos. Quando se estimula um bebê, está-se abrindo um leque de oportunidades e de experiências que o fará explorar, adquirir destreza e habilidades de uma forma mais natural, e entender o que ocorre ao seu redor.